O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) participou no último dia 18 de março, de reunião na Coordenação-Geral de Vigilância de Zoonoses e Doenças de Transmissão Vetorial (CGZ), para discutir a proibição da eliminação de cães e gatos pelos órgãos de controle de zoonoses, canis públicos e estabelecimentos oficiais congênere.

Após o encontro, o CFMV elaborou uma proposta de definição de conceitos de doenças curáveis e tratáveis em cães e gatos, além de elaborar recomendações sobre a emissão de documentos que respaldem a atuação dos médicos-veterinários quanto ao procedimento de eutanásia nas Unidades de Vigilância de Zoonoses, baseado nos dispostos na Lei Federal nº 14.228/2021.

Buscando prestar esclarecimentos e orientações sobre o tema, a Comissão Nacional de Saúde Pública Veterinária (CNSPV) publicou Nota Técnica, aprovada pela Diretoria Executiva do CFMV, em reunião realizada no dia 19 de maio.

A Nota Técnica pode ser vista na íntegra aqui.