A raiva é uma doença infecciosa aguda viral que pode ser transmitida aos humanos por mordidas, arranhões e saliva de animas infectados em contato com a pele lesionada, ou mucosas.

O Núcleo de Controle de Zoonoses da secretaria de Estado da Saúde (SES) organiza a campanha de vacinação contra a Raiva Animal, que terá a abertura com o um Dia D no sábado, 9 de outubro. Durante todo o sábado, das 8h às 17h, mais de 800 postos de vacinação estarão abertos para atender aos tutores que precisam vacinar seus animais. A vacina é o único meio de prevenção do agravo, sendo destinada exclusivamente para cães e gatos, a partir de três meses de idade.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba (SES-PB) a Paraíba não registra caso de raiva humana transmitida por cães há 22 anos. Os dois últimos casos do agravo registrado no estado foram em 2015, no município de Jacaraú, onde o animal envolvido foi um felino, contaminado por uma variante oriunda de morcegos hematófagos. E o outro foi no ano de 2020, no município de Riacho dos Cavalos, tendo como animal agressor uma raposa.

A raiva é uma doença que atinge o sistema nervoso central, levando ao óbito após uma curta evolução. É um agravo que pode causar a morte em aproximadamente 100% dos casos, tanto para os humanos quanto para os animais, e a única forma de evitá-la é por meio da vacinação anual dos animais e que não possui contraindicação.