Ocorreu entre os dias 17 a 19 de agosto, na sede do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), em Brasília, o I Fórum dos Zootecnistas Membros do Sistema CFMV/CRMVs. Por conta da pandemia da Covid-19, o evento foi realizado de forma híbrida e contou com a participação de 70 zootecnistas dos conselhos regionais.

O CRMV-PB foi representado pelo conselheiro efetivo Ricardo Romão Guerra o qual mencionou a importância desse Fórum, por ter sido o primeiro Fórum de Zootecnistas viabilizado e apoiado pelo CFMV, além de ter tido como organizador principal, o presidente da Câmera Técnica de Zootecnia do CFMV, o zootecnista e paraibano, Wendell Lima.

No encerramento do evento, o presidente do CFMV garantiu a institucionalização do Fórum de Zootecnistas através de Resolução própria, o aumento do número de zootecnistas nas Comissões do CFMV de um para dois integrantes e, a inclusão de artigos inerentes a área na Revista do CFMV. Assim como, a criação de um banco de zootecnistas pesquisadores para serem revisores desses artigos.

Na abertura, o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida, ressaltou que a iniciativa é fruto de trabalho pioneiro da Câmara Técnica de Zootecnistas (CTZ/CFMV). “Temos relacionamento amigável com todos os integrantes da câmara, trabalhamos em harmonia, com conduta ética profissional e respeito, em prol do avanço do agronegócio brasileiro”, disse.

O presidente da CTZ destacou o momento inovador para o Sistema e os zootecnistas, pelo evento ser recebido pela primeira vez na sede do CFMV, com o compromisso de ouvir a representação. “Queremos saber o que está sendo feito e propor soluções para dialogar e apontar caminhos de crescimento conjunto. A sociedade precisa de todos os profissionais para fazer do Brasil a potência que ele pode ser”, enfatizou Melo.

 

Sobre o Fórum

O primeiro dia foi marcado por apresentações das zootecnistas que integram comissões do CFMV. Na sequência, os participantes foram divididos em grupos de trabalho (GTs) para debater a atualização da Lei nº 5.550, de 4 de dezembro de 1968, que dispõe sobre o exercício da profissão de zootecnista. Os GTs trabalharam na construção de uma minuta de projeto de lei que modernize o regramento.

No último dia, o Fórum promoveu amplo debate sobre a visão atual e as perspectivas da classe. O presidente da Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ), Marinaldo Divino Ribeiro, participou da mesa-redonda e realçou a necessidade de efetivar com propriedade a ordem de relação entre as duas profissões. Para ele, o fórum demonstrou o fortalecimento concreto das relações institucionais de trabalho em conjunto entre a Zootecnia e a Medicina Veterinária.

No final do evento, a vice-presidente do CFMV ficou de levar para a próxima Câmara Nacional de Presidentes, de 25 a 27 de agosto, em Natal (RN), a proposta de criação de Câmaras Técnicas de Zootecnia nos CRMVs, bem como fomentar outras edições do fórum de forma institucionalizada no Sistema, confirmando a decisão da Diretoria Executiva do CFMV.