Durante três dias, de 25 a 27 de agosto, os dirigentes dos 27 Conselhos Regionais de Medicina Veterinária (CRMVs) e do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) compareceram à 3ª Câmara de Presidentes de 2021, realizada em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Os participantes debateram os desafios do Sistema CFMV/CRMVs para avançar no desenvolvimento e na valorização da Medicina Veterinária e da Zootecnia.

O evento começou com a apresentação da campanha de comunicação planejada para o Dia do Médico-Veterinário (9 de setembro) deste ano. Para além da celebração da data, o projeto prevê um período de sustentação com ações de comunicação voltadas à valorização contínua da profissão e também do Sistema como órgão de proteção à saúde da sociedade. “Esse será o ano da fiscalização e com a campanha queremos valorizar o profissional que exerce a atividade com conduta ética e comunicar à sociedade a importância do médico-veterinário para a saúde da população” disse o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida.

Em seguida, foi exibido o balanço das atividades do Núcleo de Apoio aos Regionais (NAR), supervisionado pela vice-presidente do CFMV, Ana Elisa Almeida, e apresentado o andamento dos trabalhos desenvolvidos pelas comissões e grupos de trabalho, coordenados pelo tesoureiro, José Filho. Ao final do primeiro dia, os presidentes ainda debateram sobre a atuação jurídica do Sistema.

O segundo dia de CNP foi reservado para a palavra dos presidentes, que citaram os desafios e resultados dos regionais relacionados à fiscalização, à qualidade do ensino superior da Medicina Veterinária e da Zootecnia, à gestão de riscos e ao gerenciamento administrativo e financeiro dos CRMVs. Compartilharam experiências sobre como reduzir a inadimplência e gerenciar os custos administrativos, considerando a manutenção dos valores da anuidade e das taxas cobradas dos profissionais e empresas submetidos à fiscalização do Sistema.

A presidente do CRMV do Maranhão, Francisca Neide Costa, teve um tempo reservado para lançar o 3º Congresso dos Médicos-Veterinários da Amazônia Legal (Amazonvet 2021) e solicitou o apoio dos regionais na divulgação das inscrições. Como parte da programação do evento, o CFMV realizará o 3º Congresso Nacional de Animais Selvagens.

No último dia, a CNP contou com a participação especial de dois auditores fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O médico-veterinário Diego de Brito, do Departamento de Saúde Animal (DAS/Mapa), falou sobre as estratégias do Plano Nacional de Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos no âmbito da Agropecuária (PAN-BR Agro). Sua colega de departamento, a médica-veterinária Ana Carla Vidor, foi convidada a expor a situação da febre aftosa no Brasil e os avanços do plano estratégico que visa à erradicação e prevenção da doença até chegar às zonas livres de vacinação.

No encerramento, os presidentes tiveram a oportunidade de conhecer, de forma mais aprofundada, o processo de construção da Política de Gestão de Riscos e as diretrizes gerais de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais, resoluções aprovadas recentemente e estabelecidas para todo o Sistema. Ainda foram sensibilizados sobre dois projetos de comunicação: a criação de identidade única de marca do Sistema e um prêmio de jornalismo que estimule a produção de conteúdo midiático sobre as profissões.

Assessoria de Comunicação do CFMV